Construído no final do século XIX, abrigava também a moradia da família. Na década de 1990 recebeu a denominação Comércio Weege.

A Casa Comercial Weege possui volumetria semelhante ao Comércio Haut; porém, no lugar da grande água furtada, o pano do telhado da fachada frontal é interrompido por duas mansardas simétricas. Também as esquadrias diferem pela cor e pela presença de bandeiras móveis (inexistentes no Comércio Haut). As divisórias de madeira do sótão possuíam pinturas decorativas, em estêncil, mas foram removidas, provavelmente no ano da implantação da Casa Comercial Weege, quando foram suprimidas também todas as divisórias internas em estrutura enxaimel. O beiral com cobertura de chapas de zinco sustentada por uma sucessão de mãos francesas é estrutura marcante da fachada.

Tombamento federal.