Localizado na entrada da Rua Testo Alto, foi construído por Emil Rahn e Erich Beyer entre o final do século XIX e início do XX, e teve como primeiro proprietários o Casal Georg e Olga Haut, em 1903. Preserva suas características originais.

O Comércio Haut está construído em três patamares: porão, térreo e sótão.

As proporções da água furtada corrida (parede com janelas cortando o telhado, que iluminavam o espaço ocupado pela família) são detalhe excepcional na caracterização desta edificação. No térreo, as janelas são compostas por duas folhas envidraçadas e abrem para fora. Já as janelas da água furtada, no piso superior, são divididas em quatro folhas, configurando a horizontalidade das aberturas; são igualmente envidraçadas, e também se abrem para fora. Protegendo os acessos ao interior do comércio, uma marquise apoiada por mãos francesas de madeira e coberta por folhas de zinco atravessa toda a extensão da fachada principal.

A edificação enxaimel possui ainda dois anexos: um, enxaimel, aos fundos, construído no final da década de 1980; outro, em alvenaria autoportante rebocada, construído na década de 1930. Este último funcionava originalmente como açougue e, posteriormente, foi adaptado para abrigar uma loja de roupas.

Tombamento federal.