A Casa de Erwin Arndt foi construída em 1908, por Hermann Utech a pedido de Richard Kickhoefel, seu primeiro proprietário. Segundo depoimento oral, o imóvel teria sido vendido ao Sr. Erwin Arndt, logo após o término da sua construção.

Está parcialmente escondida por árvores, mas possui grande valor cultural.
As características originais da casa e da implantação da propriedade no lote mantêm-se preservadas. A planta baixa segue a tradicional neste tipo de construção: varanda, sala e quarto frontais; com cozinha aos fundos, onde há outro quarto; sótão utilizado também como dormitório. Entretanto, destacam-se alguns elementos diferenciados: pé direito alto; singularidades no tratamento das fachadas; fechamento lateral da varanda em madeira, com abertura em arcos; alteamento do solo (embasamento em pedra encimado por pilares de tijolos, deixando a implantação da casa a mais de um metro do solo). Como elemento identificador, a casa apresenta a “crista”, composta de telhas cerâmicas especialmente confeccionadas que ornamentam toda a cumeeira, e por isso também é chamada “Casa da Crista”. É possível ver esse detalhe a partir da rua. O coroamento do telhado é elemento raro nas casas da imigração, só foi encontrado em Pomerode em outro único exemplar.

Complementando o conjunto construído da propriedade destaca-se a série de ranchos, de diversos tamanhos e volumetria, formando pátios de serviços e dando apoio às atividades produtivas. Do outro lado da estrada existe mais um rancho de madeira, também de propriedade da família, onde funcionava uma serraria, hoje desativada.

Tombamento estadual.

É uma residência, não aberta à visitação.