Foi construída em 1932 e faz parte do conjunto de casas enxaimel da última geração, já possuindo varanda incorporada ao corpo da edificação.

Sua planta baixa reproduz a planta básica da maioria das casas teuto-brasileiras: sala e quarto frontais, cozinha aos fundos. As fachadas exibem toda a estrutura enxaimel e o fechamento em tijolos característico da arquitetura teuto-brasileira. Nas laterais da varanda, os mesmos tijolos desenham arcos que estruturam a abertura. Os apoios da casa também são em tijolo rebocado, postos sobre sapatas de pedra. Chamam a atenção os detalhes de acabamento na varanda.

Do conjunto construído fazem parte alguns ranchos, localizados mais próximos ou mais distantes da casa, conforme o tipo de atividade que abrigam. O mais próximo da casa é equipado com tacho de cobre, engenho de cana de açúcar e serra para o trabalho diário (como o corte de lenha para o fogão). De acordo com a proprietária, este seria o rancho mais antigo, que recebeu um acréscimo posterior, dobrando suas dimensões.

Tombamento estadual.